A placa não deveria ser do carro, mas do proprietário!

maxresdefaultEsse é o verdadeiro absurdo que acontece no Brasil: transferir a responsabilidade por infrações de trânsito para o novo proprietário do carro.

Quem comete infrações é o automóvel ou o motorista? Para você, parece óbvio que é quem está atrás do volante. Mas não para o sistema de trânsito brasileiro, porque você comete uma infração; se a multa for aplicada e a notificação chegar depois que você vendeu o carro, quem vai ter que arcar com os pontos no prontuário e ainda pagar pela infração é o novo dono do carro

Mas como assim? É assim que funciona no Brasil. Por isso que em vários países, um pouco mais civilizados do que o nosso, a placa não é do carro: a placa é do dono, do motorista.

Quando ele vende o carro, leva a placa com ele e põe no próximo carro. Porque se aquela placa foi flagrada num carro cometendo infração, ela vai receber a notificação com o endereço do dono dela, não do carro.

Esse é o verdadeiro absurdo que acontece no Brasil: transferir a responsabilidade para o novo proprietário do carro. Não tem nada a ver uma coisa com a outra.

Já foi aprovado pela Câmara um Projeto de Lei proibindo os Detrans de enviar a notificação para o novo dono. O então presidente Lula vetou. Por que?

Porque isso prejudica a arrecadação, isso reduz o faturamento, porque é mais difícil ir atrás de alguém que já não é mais dono do carro. E durma-se com um barulho desse!

placa

Fonte: https://autopapo.com.br

(41) 3085-5853 / 3049-4342

Jassa Martelinho © 2014

Logo Oppmais